1 de dezembro de 2017 - Em:

Projeto Rota do Cordeiro Potiguar deverá promover atividade de campo em 2018

O processo de implementação do projeto Rota do Cordeiro Potiguar deverá incluir, por todo o primeiro quadrimestre de 2018, a realização de atividades de campo nos polos distribuídos pelo estado. Este foi um dos pontos abordados quando da Audiência Pública sobre a experiência, realizada terça-feira, dia 28, na Assembleia Legislativa, na capital potiguar. O município do Assú participou do evento representado pelo coordenador regional do projeto, Willamy Fagundes, coordenador de Agricultura da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca; e, Carlos Daniel, técnico administrativo da citada pasta.

Ambos declararam que a Audiência Pública fortaleceu o argumento de que é indispensável a construção de parcerias para ajudar na concretização da Rota do Cordeiro Potiguar. “Ficou claro que estas parcerias são importantíssimas para que o projeto dê certo”, declarou Willamy Fagundes. “Também é fundamental que haja a integração dos criadores porque, sem eles, não tem como a iniciativa obter sucesso”, acrescentou Carlos Daniel. Gestor do SEBRAE-Assú, Fernando de Sá Leitão disse que a iniciativa deverá reforçar a cadeia econômica do estado, que se soma a outras 14 regiões já integradas à rota.

“A entrada da Rota do Cordeiro Potiguar fortalece nossa produção e, com isso, os investimentos deverão naturalmente chegar, sejam eles através da iniciativa privada ou em investimentos públicos de infraestrutura”, destacou o dirigente do SEBRAE. Assú está incluída entre as cidades que aderiram ao projeto – uma ação do Governo Federal, via Ministério da Integração Nacional, e que, no estado, é gerido pelo SEBRAE. A Rota do Cordeiro Potiguar pretende ampliar o potencial econômico das regiões produtoras de ovinos e caprinos, levando inovação e diferenciação, assim como ampliando a competitividade e a lucratividade dos empreendimentos.

Imagens: Carlos Daniel/Reprodução