Facebook
TEMPO ASSÚ
Céu parcialmente limpo
26°C
 
16 de maio de 2018 - Em:

Endemias quer prosseguir com mutirões de combate e prevenção à Leishmaniose

A ideia de promover ações ostensivas objetivando prevenir e combater o mosquito “palha”, responsável pela transmissão da Leishmaniose (Calazar) deverá se repetir no município do Assú. Intenção neste sentido é revelada pela coordenadora do Setor de Endemias, da Secretaria Municipal de Saúde, Karielle Medeiros. Ela considera que os mutirões de limpeza se constituem numa ótima alternativa para debelar os focos do inseto propagador da doença infecciosa. Área da cidade onde o problema revela-se em maior grau, o conjunto Parati 2000 foi alvo de uma ação do gênero dia 23 de abril. O trabalho deverá voltar a ocorrer no referido trecho e, ainda, estender-se para outros lugares do município.

O mutirão, com o efetivo do Setor de Endemias, apoiado pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) que atuam no citado núcleo residencial e com a participação das equipes da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, procurou remover amontoados de lixo e entulhos em geral que fossem propícios à proliferação do mosquito. Karielle Medeiros explicou que o conjunto Parati 2000 foi o primeiro espaço urbano/suburbano escolhido por se configurar no trecho que exibe uma alta incidência de cães diagnosticados com Calazar. Além disso, frisou a coordenadora do Setor de Endemias, a referida área populacional também identifica casos de pessoas cujo exame sorológico apresentou contaminação da mencionada patologia.

Imagens : Alex Silva/Assessoria