Facebook
2 de janeiro de 2018 - Em:

Gustavo Soares: “2017 foi um ano para vencer obstáculos e 2018 será de realizações para o Assú”

Na entrevista que concedeu neste sábado, dia 30, ao programa “Sala de Redação”, na Rádio Princesa do Vale, o prefeito do Assú, Gustavo Soares, não se limitou a apenas apresentar uma avaliação global de 2017, primeiro ano de seu mandato, mas também pôde falar das perspectivas da administração municipal para 2018. “Tivemos um ano [2017] marcado por inúmeras adversidades, mas enfrentamos a situação de cabeça erguida e estamos superando os problemas para atendermos à expectativa do povo do Assú”, disse.

O chefe do Executivo frisou que, dentre os diversos pontos positivos do seu governo, destacam-se o trabalho para reerguer administrativamente a Prefeitura e estabilizar sua saúde financeira, apontados como os principais gargalos herdados da gestão passada. Neste contexto, o resgate da pontualidade da folha salarial dos servidores – saldando a dívida referente ao mês de dezembro/2016 – a recuperação das finanças públicas foram os destaques.

Gustavo Soares frisou que, para alcançar estes objetivos iniciais, os resultados só puderam ser conquistados mediante a adoção de uma postura austera no governo. Dentre as medidas sintonizadas com este propósito destacou a redução significativa de cargos comissionados. De mais de 350 postos do gênero na gestão anterior, a Prefeitura baixou este quantitativo para 150. “Só aí tivemos uma economia de R$ 3,1 milhões para os cofres públicos”, disse. “Ainda cortamos muitas despesas. Inclusive, abri mão de diárias com este fim”, acrescentou.

O prefeito relatou que há um esforço no sentido de procurar valorizar o funcionalismo. Declarou que a preocupação e o empenho visando convalidar o concurso realizado em 2014, que aos olhos do Ministério Público de Contas junto ao TCE/RN contém ilegitimidades e, por esta razão, o órgão opina por sua anulação, é uma prova deste comprometimento. “A Prefeitura precisa e depende destes servidores e manifestamos o desejo de preservá-los”, reforçou.

O gestor municipal lembrou que, no processo de reestruturação da Prefeitura, houve um investimento de quase meio milhão de reais para revitalizar o maquinário pesado, que foi encontrado praticamente destruído, a fim de garantir a prestação de serviços como a reconstituição de estradas rurais – o que permitiu que só este ano mais de 200 quilômetros de vias fossem beneficiadas pela ação do poder público. Ressaltou, também, a imediata decisão da Prefeitura no sentido de absorver o IPI e, deste modo, garantir educação para mais de mil alunos.

Outro ponto alto, disse o prefeito, foi a instituição da Porta Única de Entrada no Pronto Socorro Municipal – gesto pioneiro em todo o estado e alvo de elogio do secretário estadual de Saúde Pública, George Antunes. Gustavo Soares registrou também a superação de uma série de entraves administrativos e burocráticos que vinham emperrando diversos contratos/convênios, quadro proveniente da gestão anterior, oportunizando ao município assegurar o aproveitamento de investimentos importantes.

Na etapa complementar da entrevista, Gustavo Soares mostrou-se otimista com relação à expectativa para 2018, crendo que, após o sólido alicerce construído em 2017, será possível projetar relevantes realizações, como, por exemplo, pontos fundamentais constantes de seu programa de governo, dentre os quais a distribuição gratuita de remédios em domicílio para pacientes com dificuldade de locomoção e a doação de cestas básicas para famílias em maior condição de vulnerabilidade social.

Descreveu ainda que 2018 se projeta como um ano de obras estruturantes abraçadas por sua gestão, citando a conclusão da UPA; a construção do novo Abatedouro Público; a remodelação e modernização da Feira-Livre; a finalização e abertura de UPAs encontradas inativas; serviços de pavimentação a paralelepípedos e asfáltica; relocação do lixão, dentre outros. “Conseguimos reequilibrar a Prefeitura e vencemos inúmeros desafios; agora é focar na realização dos trabalhos que nos comprometemos com a população para avançar no desenvolvimento do Assú”, concluiu Gustavo Soares.

Imagens: Marcos Costa/Assessoria



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras