Facebook

Prefeitura soma forças com a União e o Estado em prol de programa hídrico

Em harmonia com a orientação do prefeito Gustavo Soares no sentido de que a gestão associe-se às ações que representem benefício à população, o Executivo municipal se integrou à iniciativa que conta com a participação do Governo Federal, via Ministério do Desenvolvimento Social – MDS; do Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca – SAPE; e, a Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca – FAERN, via Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR, visando a operacionalização de um programa na área de recursos hídricos.

 

Segundo a secretária municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca, Sônia França (foto), trata-se do Programa Nacional de Apoio à Captação de Agua de Chuva e outras Tecnologias Sociais de Acesso a Água – Modelo de Tecnologia Social de Acesso à Água nº 5 – Barragem Subterrânea. A ação, explica a secretária, viabilizará para o Assú um total de 15 (quinze) barragens do gênero. A Secretaria mobilizou agricultores de várias povoações rurais – exceto da região da várzea – que preenchem o perfil para participação no programa: Limoeiro, Cruzeiro, Lagoa Nova, Boa Vista-Riacho, Riacho, Caboclos e Canto da Varginha.

 

Os locais indicadores pelos moradores para abrigar as barragens serão avaliadas pela equipe técnica da coordenação estadual do programa. “O objetivo da tecnologia é proporcionar o acesso à água para a produção de alimentos a família de baixa renda e residente na zona rural atingida pela seca ou falta regular de água, por meio da implantação de barragem subterrânea, associada a capacitações técnicas e formação para a gestão da água”, disse Sônia França. Os 15 agricultores que forem classificados passarão por um processo de capacitação e as obras de construção dos barramentos deverão começar a partir do dia 10 de novembro.

Imagem : Alex Silva



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras