Facebook
13 de março de 2017 -

Pronto Socorro Municipal reforça ações preventivas e médicas no tocante à “virose da mosca”

Atenta à necessidade de manter ação permanente e vigilante em relação à saúde da coletividade, a Prefeitura do Assú está fortalecendo as orientações e providências com vistas às doenças que adquirem maior poder de propagação durante a época chuvosa. Um dos problemas que tem trazido mais preocupação é a popularmente conhecida “virose da mosca”, registra a diretora executiva do PSM-Pronto Socorro Municipal – instalado no anexo do Hospital Regional Dr. Nélson Inácio dos Santos –, Liduina Melo.

A técnica em saúde revela que, no período compreendido entre 25 de fevereiro último e 8 de março corrente, a unidade municipal registrou um total de 1.300 atendimentos de pacientes apresentando a sintomatologia da “virose da mosca”. Liduina Melo enfatiza que, por ocasião do instante chuvoso, é de fundamental importância que haja maior precaução com referência à higiene e alimentação segura para minimizar os riscos de infecção provocada pela virose transmitida pelo inseto, cuja população eleva-se neste período do ano.

A diretora-executiva do PSM frisou que, em paralelo, a Secretaria de Saúde, dirigida pelo cirurgião-dentista Luís Eduardo Pimentel Soares, trabalha para otimizar a prestação de serviços à sociedade assuense, inclusive com o aumento do quadro de profissionais médicos. Liduina Melo disse que, com este fim, há o corpo médico do PSM – e ainda enfermeiros, técnicos de enfermagem e pessoal de apoio – à disposição de todos e, ainda, a administração do prefeito Gustavo Soares também contribui para completar o número de médicos do Hospital Regional.

Foto: Imagem ilustrativa



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras