Facebook
27 de dezembro de 2017 - Em:

Serviço de reparo de vias rurais conclui 2017 com cerca de 200 km recuperados

Conforme números apresentados pelo secretário municipal de Serviços Públicos, da Prefeitura do Assú, Samuel Fonseca, a administração do prefeito Gustavo Montenegro Soares finaliza o exercício de 2017 com aproximadamente 200 (duzentos) quilômetros de trechos rodoviários de acesso a localidades rurais e suburbanas do município reconstituídos. Ele declarou que a estatística poderia ser mais expressiva, frisando que isso só não se observou porque a gestão iniciou tendo primeiro a preocupação de recuperar parte do maquinário pesado que foi encontrado quase que totalmente sucateado.

“Nossa primeira prioridade foi resgatar o patrimônio de máquinas pesadas da Prefeitura que foi encontrado pela gestão atual numa situação lamentável, fato que retardou a prestação de serviços à coletividade em geral”, justificou o secretário municipal. O passo subsequente, frisou Samuel Fonseca, foi traçar todo um planejamento para a execução dos serviços de restauração, conservação e reconstrução das estradas vicinais. Posteriormente, em obediência à instrução direta do prefeito Gustavo Soares, foi iniciada a tarefa que, a partir daí, se observou de maneira contínua e permanente.

“O conserto das estradas é de fundamental importância para oferecer melhor condição de tráfego e segurança a quem faz uso dos trechos cotidianamente, como, por exemplo, os ônibus escolares que cuidam do deslocamento dos estudantes das comunidades para a sede urbana ou para centros escolares em outras localidades”, ressaltou, antecipando que o trabalho terá prosseguimento por todo o próximo ano de 2018. Entre as povoações beneficiadas pela ação constam: Cumbe, Quixeré, Barracos de Tábua, Mendubim I e II, Santa Rosa, Limoeiro, Cruzeiro, Boavista, Jurema, Riacho, Riacho dos Caboclos, Canto da Varginha, Tanques, Palheiros I, II e III, Paulista, Areia Branca-Piató, Banguê, Trapiá, Boa Vista, Pau D’Arco, Assentamento Trapiá, Quixabeirinha, Porto Piató e Sato Antônio.

Imagens: Alex Silva/Assessoria



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras