Facebook
22 de dezembro de 2017 - Em:

Prefeitura realizará estudo técnico sobre reivindicação de entidade de surdos

O prefeito Gustavo Soares determinou à secretária municipal de Educação e Cultura, Shirley Pinto, a execução de um estudo de viabilidade técnico-financeira, observando-se a compatibilidade com as restrições impostas pela Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, com o intuito de acatar pleito exposto pela Associação dos Surdos do Assú – ASA. A entidade solicitou ao gestor a inclusão de professores com especialidade na Língua Brasileira de Sinais – Libras no corpo docente para atender a demanda existente na rede pública municipal de ensino.

Na última terça-feira, dia 19, em seu gabinete, o chefe do Executivo tratou do tema numa audiência com uma comitiva da Associação, formada pelos dirigentes Suzanira Souza e Victor Mendes, e ainda alguns pais de alunos surdos, e revelou concordância com a reivindicação. “Enquanto gestor público me motiva muito saber que a comunidade vê em nossa administração uma parceira confiável no combate às problemáticas que envolvem a todos nós”, declarou Gustavo Soares.

Também participaram do encontro a própria secretária municipal de Educação e Cultura, Shirley Pinto; o Controlador Geral do Município, Pablo Ramos; a presidente do Conselho Municipal de Educação – CME, Maria Auxiliadora Silveira; e, os vereadores Tê, Eli da Saúde e João Paulo. A delegação da ASA revelou que o pedido agora reiterado ao prefeito Gustavo Soares existe desde 2012 e busca criar uma condição adequada e justa ao ensino-aprendizagem dos deficientes auditivos da rede educacional do município.

Imagem: Marcos Costa/Assessoria