Facebook
6 de fevereiro de 2017 -

Compromisso do prefeito Gustavo Soares com a educação é sacramentado em lei

A palavra dada pelo prefeito Gustavo Soares de que sua administração incorporaria o corpo discente do IPI-Instituto Padre Ibiapina, cuja atividade escolar foi inviabilizada por conta de uma série de problemas, foi cumprida e agora é uma lei. A Lei nº 575, de 3 de fevereiro, aprovada de forma unânime pela Câmara de Vereadores, cria a unidade escolar de educação básica IMPI-Instituto Municipal Padre Ibiapina, como parte integrante da rede pública municipal de ensino.

Conforme a lei, sancionada pelo prefeito e publicada no DOM-Diário Oficial do Município de sexta-feira, o IMPI ofertará Educação Infantil e Ensino Fundamental I com funcionamento no anexo do estabelecimento escolar, situado na Rua Minervino Wanderley, 211, centro de Assú; e, Ensino Fundamental I e II com funcionamento na sede do núcleo educacional, localizado na Avenida Senador João Câmara, 195, também centro da cidade.

Agora, o Executivo avançará nos entendimentos com a Diocese de Mossoró, mantenedora do IPI, no tocante à formalização do termo de absorção de suas estruturas físicas. “Tão logo fui procurado para discutir o problema do IPI e o risco de seus estudantes ficarem sem estudar imediatamente me sensibilizei com o tema, tranquilizei os pais dos alunos e autorizei as providências legais para que o município possa garantir que estas crianças e adolescentes não sofram qualquer prejuízo escolar”, declarou o prefeito Gustavo Soares.

Foto: Imagem ilustrativa



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras