Facebook
TEMPO ASSÚ
Céu quase limpo
22°C
 
27 de julho de 2018 - Em:

Escola é a primeira do Nordeste e a segunda do Brasil suprida por energia solar

A administração Gustavo Soares-Sandra Alves deu oportunidade para o Assú conseguir um feito inédito: uma unidade de ensino do município é a primeira do Nordeste e a segunda do gênero em todo o país abastecida energeticamente por sistema fotovoltaico. O pioneirismo foi conquistado através da Escola Municipal Vereador Hermenegildo Bezerra de Oliveira, em Palheiros II, que, nesta quinta-feira, 26, teve inaugurado oficialmente o sistema de geração/captação de luz solar que lhe garantirá o fornecimento de luz necessário, ação fruto da parceria entre a Prefeitura do Assú e a empresa Engie Energia Brasil.

 

Aqui concretizamos uma realização que teve seus primeiros passos em fevereiro de 2017, quando mantivemos os primeiros contatos com a Engie, e tivemos a sensibilidade de ver que o interesse em investir da empresa em Assú seria útil para alguns investimentos sociais relevantes, como o que inauguramos neste dia. Outros locais também serão contemplados”, declarou o prefeito Gustavo Soares durante a cerimônia, ao lado do representante da Engie, Clécio Lima, de secretários, vereadores, técnicos da Alpha Solar (responsável pela estruturação do sistema), direção, servidores e estudantes da unidade de ensino público.

 

O prefeito destacou ainda que a implementação do projeto, denominado Eficiência Energética, favorecerá os cofres públicos da Prefeitura com uma economia com consumo de energia na ordem de R$ 1 milhão por ano. O projeto consiste na instalação de kits fotovoltaicos para diminuição do consumo de energia em prédios públicos. O CEPA, no bairro Frutilândia, será a próxima escola municipal a ser beneficiada. Os recursos para o investimento foram oriundos de aporte gerado pela Engie por meio do Fundo para Infância e Adolescência – FIA, através do 13º Grupo de Escoteiros Maxwell de Barros Machado, órgão proponente.

Imagens: Marcos Costa