Facebook
2 de julho de 2017 -

Executivo encaminha projetos para construção de sedes do CRAS e do SCFV

Em obediência à política de austeridade e diminuição dos gastos da máquina pública orientada pelo prefeito Gustavo Montenegro Soares, a Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho, Cidadania e Habitação está postulando ao Governo Federal a aprovação de projetos já encaminhados oficialmente e que se dirigem à construção das instalações próprias de duas unidades do CRAS-Centro de Referência da Assistência Social e do SCFV-Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Os pleitos foram levados à alçada do MDSA-Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, em Brasília.

A secretária Helenora Costa explica que tais órgãos hoje estão funcionando em prédios alugados e sua transferência para espaços próprios enxugará substancialmente os custos para os cofres públicos, adequando-se à ordem de redução de despesas dada pelo chefe do Executivo. Caso seja deferido, o núcleo do CRAS I se situará no bairro Frutilândia, passando a exercer uma função estratégica num trecho de acesso aos demais setores residenciais com habitantes em situação de vulnerabilidade social. O CRAS II teria sua localização no bairro Lagoa do Ferreiro, também com abrangência para toda área circunvizinha.

Sobre a reivindicação em prol do imóvel que abrigará o SCFV, Helenora Costa lembra que é uma ferramenta social voltada para crianças, adolescentes e idosos e que, se aprovada a solicitação, a estrutura será construída entre o bairro Frutilândia e o conjunto Irmã Lindalva, embora atendendo à população de todo o Assú. A secretária reafirma a importância de que os projetos funcionem próximos às comunidades por se tratar de políticas públicas de natureza preventiva, procurando evitar que os problemas aconteçam e que prejuízos sejam trazidos ao público alvo para os quais foram criados.

Imagens: Ilustração



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras