Facebook
TEMPO ASSÚ
Céu nublado
26°C
 
21 de dezembro de 2017 - Em:

Executivo requisita plenário da Câmara para debate público com o MPF

Assinado pelo secretário municipal de Meio Ambiente, Jonaelson Medeiros, o Ofício nº 046/2017, do dia 10 de dezembro corrente, foi endereçado à presidência da Câmara de Vereadores do município, pleiteando o plenário da Casa para a realização de uma Audiência Pública, convocada pela representação do Ministério Público Federal – MPF, com o intuito de discutir com a sociedade em geral o mapeamento das áreas de risco e alto risco de inundação em Assú.

O citado evento, que terá a administração municipal como partícipe, está previamente agendado para o dia 24 de janeiro de 2018, uma quarta-feira, a partir de 9 horas da manhã. No expediente ao Legislativo, o secretário de Meio Ambiente esclarece que a Audiência Pública mencionada busca “tratar das intervenções que a Autoridade Federal considerou urgentes no Programa Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres do Governo Federal, em áreas do Município que são consideradas de Alto Risco de inundação”.

Acerca de tal tema, ocorreu quinta-feira, dia 14, um encontro do prefeito Gustavo Soares com o Procurador Federal Victor Queiroga. Na ocasião, o chefe do Executivo se fez acompanhado do próprio Jonaelson Medeiros; do Procurador Geral do Município, Frederico Bernardo; e, do Controlador Geral do Município, Pablo Ramos. O diálogo versou sobre o mapeamento realizado em Assú pela Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais – CPRM, vinculada ao Ministério de Minas e Energia com as atribuições de Serviço Geológico do país.

A missão deste organismo é gerar e difundir conhecimento geológico e hidrológico básico para o desenvolvimento sustentável. O documento exibido pelo MPF identifica pontos do Assú potencialmente apontados como espaços físicos passíveis de alagamentos. A partir da notificação feita ao município, o prefeito Gustavo Soares sugeriu que, pela relevância do assunto e a necessidade de ampliar a discussão para todo o conjunto da sociedade assuense, aconteça uma Audiência Pública para permitir a participação de todos os interessados.

 Imagem: Marcos Costa/Assessoria



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras