Facebook
28 de julho de 2017 -

Município já quitou mais de R$ 600 mil de Restos a Pagar advindos da gestão passada

De um total da ordem de R$ 1.364.208,00 (Hum milhão, trezentos e sessenta e quatro mil e duzentos e oito reais) inscrito na rubrica de Restos a Pagar, importância oriunda da gestão concluída em dezembro de 2016, a atual administração municipal do Assú já resgatou, nestes primeiros sete meses, a quantia de R$ 601.536,00 (Seiscentos e um mil, quinhentos e trinta e seis reais) – o equivalente a cerca de 43% (quarenta e três por cento). O dado foi exposto publicamente pelo secretário municipal de Saúde, Luís Eduardo Pimentel Soares.

A informação foi prestada pelo secretário durante a Audiência Pública ocorrida na última terça-feira, dia 25, na Câmara de Vereadores, oportunidade em que, cumprindo o que é preconizado constitucionalmente, exibiu as prestações de conta relativas ao último quadrimestre de 2016 e do primeiro quadrimestre de 2017. O secretário acrescentou que, além do valor referente aos Restos a Pagar, o governo atual ainda quitou cerca de R$ 1,2 milhão correspondente à dívida salarial com os servidores efetivos da pasta de Saúde, referente a dezembro do ano que passou.

O secretário Luís Eduardo lembrou que o pagamento imediato da folha de dezembro/2016 dos funcionários foi uma das primeiras medidas determinadas pelo prefeito Gustavo Montenegro Soares em respeito à categoria. E, com referência às demais pendências herdadas da gestão anterior, o chefe do Executivo instruiu que tal obrigação com fornecedores, prestadores de serviço e outros, seja feita de forma gradual, sempre de forma compatível com a realidade econômico-financeira da Prefeitura Municipal do Assú.



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras