Facebook Facebook

NOTA DE ESCLARECIMENTO

– REALIZAÇÃO DE EXAMES DIAGNÓSTICOS PARA A COVID-19 –

A Secretaria Municipal de Saúde, comprometida com a transparência e o cuidado com a população assuense, vem esclarecer toda a sociedade quanto à realização de procedimentos diagnósticos para a Covid-19. É necessário expor que a Administração Pública tem adotado três distintas técnicas em seus processos de diagnóstico da referida patologia e, como tal, possuem características próprias, principalmente no tocante ao período de janela temporal de identificação, que permitirá a determinação de qual método deve ser utilizado. Dessa forma, cada teste apresenta um período específico no qual estará mais suscetível à identificação da presença de anticorpos, denotando uma maior precisão no diagnóstico final do indivíduo.

A definição do teste a ser utilizado deve ser considerada a partir do início dos sintomas pelo paciente, sendo uma decisão clínica e que se soma à realização de uma anamnese prévia pelo profissional de saúde. Entre os testes aplicados, o RT-PCR, popularmente conhecido como SWAB, apresenta um menor período entre o início dos sintomas e a realização do exame, sendo cerca de 03 a 07 dias o intervalo de maior confiabilidade nos resultados. Os demais testes, quer seja o teste rápido ou o sorológico com punção de sangue venoso, são realizados mais tardiamente, em torno do 10º e 14º dias, respectivamente. A observação desses prazos é crucial para evitar resultados considerados como falsos positivos, isto é, quando o laudo é positivo, mas o paciente não tem o patógeno, ou falso negativo, quando o resultado é negativo e o paciente está acometido pela Covid.

A gestão municipal, por meio da Secretaria de Saúde, tem garantido estoque necessário dos três tipos de testes. É sabido que, em 2020, foi realizada a aquisição de uma grande quantidade de testes rápidos que proporcionaram o aumento da testagem populacional e a realização de busca ativa junto à população por meio de testes em massa. Não suficiente, tem recebido, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, quantidades consideradas de insumos necessários para a coleta de amostra de sangue para a realização do teste sorológico, que é analisado nos Laboratórios de Saúde Pública do Estado.

Além desses tipos, o RT-PCR, realizado pelo município do Assú, é proveniente dos repasses realizados pela Secretaria Estadual de Saúde, órgão responsável pela aquisição centralizada do kit necessário para a coleta. Cabe ao Governo Estadual, portanto, a logística de compra e distribuição desse material para os municípios, bem como a análise e emissão dos laudos. É notório, dessa forma, que as Secretarias Municipais de Saúde apenas realizam a coleta e o adequado armazenamento e transporte desse material para as referências estaduais estabelecidas nas programações e redes assistenciais.

Em 2021, o comportamento epidemiológico da pandemia demonstrou um sério agravamento. Em parte, pelo surgimento de novas cepas do vírus, que tem sofrido constantes mutações em seus processos de replicação, mas também pelo relaxamento social frente às medidas de prevenção de transmissão e contágio, a incidência de casos aumentou abruptamente em todo o território estadual. Novos casos têm sido confirmados diariamente e, exponencialmente maior, a quantidade de casos suspeitos e que são submetidos à testagem têm sido registrados. Esse aumento repentino e totalmente inesperado surpreendeu a gestão estadual, que não possuía grandes quantidades do teste RT-PCR em seus estoques para a distribuição aos municípios. Com a redução dos casos no fim de 2020, a aquisição centralizada fora reduzida proporcionalmente, sendo necessário tempo para o reabastecimento.

Dessa forma, a Secretaria Municipal de Saúde do Assú vem esclarecer à população que eventual falta de teste do tipo RT-PCR decorre do desabastecimento por parte da Secretaria Estadual e se caracteriza como um período transitório e brevemente superável. Na falta do exame, a equipe do Centro de Atendimento à Covid-19, considerando a data inicial dos sintomas e a previsão da chegada dos kits, tem realizado o agendamento dos pacientes para a coleta do material ainda no período estabelecido para a testagem, procurando garantir a conclusão adequada do diagnóstico clínico.

Entende-se a importância da diagnose, mas a gestão, paralelamente, tem mantido a oferta contínua dos demais testes. Toda uma rede assistencial foi adequadamente planejada para acompanhar todos os casos, suspeitos e confirmados, durante todo o percurso clínico da Covid-19, proporcionando segurança e atendimento aos pacientes que demandam pelo serviço terapêutico e ambulatorial. Já soma mais de 12 mil a quantidade de atendimentos realizados pelo Centro Covid, ao longo de aproximadamente oito meses, com a oferta de um serviço integral e humanizado, que funciona em regime de 12 horas diárias, de segunda a sexta-feira.

De forma a atender à necessidade dos pacientes acometidos e que se mantêm com algum grau de sequela decorrente da Covid-19, a Secretaria de Saúde está montando um serviço de reabilitação especializado e de caráter multiprofissional, o que demonstra total compromisso com a saúde da população assuense. Ainda que não sejam medidos esforços para o constante e incansável combate à propagação da Covid no território municipal, ressalta-se que a luta contra o coronavírus é de todos e, só assim, será possível superar a situação vivida.

A Secretaria Municipal de Saúde está à inteira disposição da população, para dirimir dúvidas, acolher as demandas e ouvir as sugestões. O trabalho é desenvolvido para o bem-estar dos indivíduos e objetiva a oferta da integralidade que o contexto no qual estamos inseridos requer.

Assú/RN, 26 de fevereiro de 2021.

VICENTE CARLOS CHIMBINHA JÚNIOR

Secretário Municipal de Saúde



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Skip to content