Facebook
TEMPO ASSÚ
Algum sol
36°C
 
13 de agosto de 2018 - Em:

Núcleo de Combate às Endemias fortalece alerta com referência ao Aedes aegypti

Ressaltando que o trabalho de prevenção e combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão de males como Dengue, Zika e Chikungunya, deve ser um somatório de esforços, unindo a ação do poder público e a própria população, a coordenadora do Núcleo de Combate às Endemias, da Secretaria Municipal de Saúde, da Prefeitura do Assú, Karielle Medeiros, adverte que a sociedade deve manter-se atenda e cuidadosa em relação ao inseto. Ela afirma que a atenção deve ser constante de todos.

A coordenadora frisa que em 2018 já foram observados alguns casos oficiais de Dengue, de um universo de 46 notificações chegadas ao órgão municipal. Com relação à Zika e Chikungunya não houve dados confirmados até aqui. Karielle Medeiros lembra que, em 2017, o setor de saúde pública em Assú encerrou o exercício sem indicadores oficiais das três doenças. Ela frisou que é importante que quem apresente sintomas dirija-se às Unidades Básicas de Saúde – UBSs para que o caso seja formalizado.

Karielle Medeiros enfatizou que esta providência é muito importante, pois somente com as notificações oficiais a Prefeitura poderá solicitar, caso haja necessidade, a presença do carro fumacê para intensificar o trabalho de eliminação dos focos do Aedes aegypti no município. Frisou que toda a coletividade pode colaborar com tal atividade, vistoriando periodicamente suas próprias residências, tanto interna quanto externamente, e evitando despejar lixo e detritos em geral que possam se constituir em potenciais criadouros do mosquito.

Imagem : Reprodução