Facebook
17 de novembro de 2017 - Em:

Prefeito Gustavo Soares deseja evitar anulação do concurso público de 2014

A administração do prefeito Gustavo Montenegro Soares vai trabalhar com o intuito de procurar neutralizar as consequências de uma ação do Ministério Público de Contas-MPC, do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte-TCE/RN, apoiada pelo Ministério Público Estadual-MPE, propondo a nulidade do concurso público de 2014, realizado pela gestão passada, pelo fato de exibir vícios e ilegitimidades. A decisão do prefeito de tomar esta atitude é anunciada pelo Procurador Geral do município, advogado Frederico Bernardo (foto).

“O problema é extremamente delicado e difícil diante das constatações do MPC e do MPE, mas Dr. Gustavo, sensível à situação que pode atingir centenas de servidores e prejudicar enormemente o município como um todo, instruiu à equipe de governo no sentido de estudar meios para procurar contornar o problema e evitar a invalidação do concurso de 2014, o que seria trágico para muitas famílias e para o funcionamento da própria Prefeitura”, declarou o Procurador Geral, ressaltando o gesto de grandeza do prefeito municipal.

Ao lado do Procurador Geral e de outros auxiliares, Dr. Gustavo esteve dia 10 deste mês numa audiência em Natal com a procuradora-geral do MPC/TCE, Luciana Campos, ocasião em que teve ciência formal da existência do processo concebido pela citada instituição versando sobre a hipótese de revogação do referido certame seletivo. O encontro registrou a presença também de Eurian Nóbrega, do SINDSEP-Assú, e da 1ª promotora de Justiça da comarca do Assú, Fernanda Bezerra. Foi fixado prazo até 11 de dezembro para que o município exponha seu plano de trabalho para conseguir a convalidação do concurso e evitar sua supressão.

Imagem: Alex Silva/Assessoria



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras