Facebook
10 de junho de 2016 -

Saúde traça estratégias do mutirão para atender crianças com microcefalia

microcefalia-ebc_0

A Secretaria de Estado da Saúde Pública Pública (Sesap) realizou quinta-feira (9), às 10h, no auditório da II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap), com sede em Mossoró, uma reunião para traçar estratégias para o mutirão sobre crianças com microcefalia. O evento foi direcionado aos secretários municipais de saúde, secretários municipais de serviço social, coordenadores da Atenção Básica das 2ª e 8ª Regiões de Saúde com sede em Mossoró e Assu respectivamente e aos parceiros como Faculdade de Ciências da Saúde (FACS), Faculdade de Enfermagem (FAEN/UERN), Faculdade de Serviço Social (FASSO/UERN) eUniversidade Potiguar UnP).

Estiveram presentes ao evento a coordenadora de Promoção à Saúde (CPS), Rosa Angélica e Silva; Subcoordenadora de Convênios, Nerialba Nobre Monteiro de Sousa; gerente da II Ursap, Michelly Cristiane Cabral de Lima; vice-reitor da UERN, Prof. Aldo Gondim Fernandes; coordenador da Equipe Técnica da II Ursap, Thiago Medeiros de Souza; secretária municipal de saúde de Mossoró, Leodize Cruz, técnicos da II Ursap e profissionais de saúde da região.

DADOS

Segundo a assistente social da II Ursap, Vera Cristina Vale foram notificados nas duas regiões de saúde 170 casos de microcefalia e deste 80 somente em Mossoró. “

Os pacientes serão atendidos por profissionais das áreas de serviço social, enfermagem, psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional, oftalmologia, neurologia, ortopedia, geneticista e otorrino. Serão realizados os exames de triagem auditiva e oftalmológica e os agendamentos de ultrassonografia transfontanelar e tomografia de crânio, quando necessário.

São objetivos específicos da Estratégia de Ação Rápida para o Fortalecimento da Atenção à Saúde e da Proteção Social de Crianças com Microcefalia no âmbito do SUS identificar e localizar os casos suspeitos de microcefalia notificados como “em investigação” e “investigados e confirmados”; prover a confirmação ou exclusão diagnóstica dos casos notificados como em investigação e prover, nos casos confirmados de Microcefalia, independente de sua causa (infecciosa ou não), completa avaliação clínica da criança do ponto de vista pediátrico, neurológico, oftalmológico, auditivo e outras avaliações necessárias”, disse a secretaria municipal de saúde de Assu e coordenadora da Comissão Intergestores Regional (CIR), Luciane Guerra. A gestora informou que foram noticiados nove casos de microcefalia em Assu e deste total um caso foi descartado.

“Mossoró é o suporte. Nós aguardamos a definição do Governo do Estado para este mutirão. O Governo Estadual precisa colaborar afinal de contas são 170 casos notificados nas 2ª e 8ª Regiões de Saúde. A distribuição dos recursos do incentivo financeiro entre os Estados e respectivos Municípios deverá ser pactuada na CIB, podendo ser utilizados em quaisquer despesas de custeio julgadas necessárias para a consecução dos objetivos da Estratégia de Ação Rápida para o Fortalecimento da Atenção à Saúde e da Proteção Social de Crianças com Microcefalia, disse a secretária municipal de saúde de Mossoró, Leodize Cruz.

Para a gerente da II Ursap Michelly Cristiane Cabral de Lima o objetivo principal do mutirão é emitir laudo médico circunstanciado, com base na completa avaliação clínica da criança do ponto de vista pediátrico, neurológico, oftalmológico, auditivo e outras avaliações necessárias, que contenha as informações mínimas necessárias sobre o diagnóstico e a condição clínica da criança, com a finalidade de planejar o cuidado e de instruir o processo de concessão do Beneficio de Prestação Continuada (BPC).

“A Estratégia de Ação Rápida para o Fortalecimento da Atenção à Saúde e da Proteção Social de Crianças com Microcefalia é de caráter nacional devendo ser observada pelas Secretarias de Saúde e de Assistência Social dos Estados, Distrito Federal e Municípios. As crianças pertencem a todos nós. Pertencem à sociedade. É fundamental prover serviços e benefícios de proteção social às crianças com microcefalia e a suas famílias. È de suma importância duas regiões de saúde unidas para este mutirão para atender crianças com microcefalia” disse a coordenadora de Promoção à Saúde (CPS), Rosa Angélica e Silva.

O mutirão será realizado no dia 09 de julho no Centro Clinico Professor Vingt Un Rosado Rua Afonso Pena, 152, Mossoró-RN.



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras