Facebook

Reunião tratou da manutenção dos instrumentos da filarmônica

Em resposta ao apelo feito pelos integrantes da Orquestra Filarmônica
Maestro Cristóvão Dantas, que haviam externado, através das redes
sociais, desconforto diante da ausência de preservação e reposição dos
instrumentos que compõem o acervo material da instituição, foi realizado
quinta-feira passada, dia 27, um encontro a fim de debater o problema
com maior acuidade e procurar garantir encaminhamento no sentido de dar
resposta efetiva às demandas da categoria. O diálogo ocorreu no interior
do auditório da Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

A gestão se fez presente através da vice-prefeita Sandra Alves; da
titular da pasta de Educação e Cultura, Shirley Pinto; e, do secretário
adjunto de Cultura, Paulo Sérgio de Sá Leitão. A Filarmônica foi
representada pelo maestro Brito Silva e dois de seus membros. A
vereadora Fabielle Bezerra também acompanhou a reunião. A vice-prefeita
reconheceu a carência exibida pelos músicos. Disse que a Prefeitura
encontrou certa dificuldade em tratar o tema com a necessária
celeridade, em razão de alguns entraves burocráticos do ponto de vista
jurídico-administrativo.

Porém, reforçou que o assunto tem merecido a devida atenção e que, a
partir da semana vindoura, o caso tramitará de modo mais célere e ágil.
“Conseguimos avançar no processo relativo aos instrumentos e vamos
atender à justa reivindicação dos componentes da nossa Orquestra
Filarmônica. Foi uma reunião bastante produtiva”, analisou Sandra Alves.
Disse que ficou surpresa quando o maestro Brito Silva e os músicos
contaram que o problema da falta de preservação dos equipamentos é
observado desde a gestão passada. As peças musicais ainda são as mesmas
que foram adquiridas no governo do então prefeito Ronaldo Soares.

Imagem: Reprodução/Assessoria



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras