Facebook
3 de fevereiro de 2019 - Em:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em razão das dúvidas surgidas por interpretações equivocadas à matéria intitulada “Gustavo Soares autoriza custeio de 100% do deslocamento de alunos para Angicos e Mossoró”, a Secretaria de Comunicação e Ouvidoria vem a público prestar os necessários esclarecimentos.

 

1 – A Secretaria de Comunicação e Ouvidoria reconhece que a redação da notícia não contribui para a correta compreensão dos fatos, e dá margem para um entendimento incorreto.

2 – O que há de concreto é a decisão do prefeito Gustavo Montenegro Soares de autorizar que a totalidade dos estudantes do Assú que estudam em instituições acadêmicas e de ensino técnico em Angicos e Mossoró e que foram cadastrados e recadastrados através do programa Bolsa Educação, tenham direito, igualitariamente, à ajuda financeira – que corresponde a R$ 80,00 para quem vai para Angicos e R$ 150,00 para quem estuda em Mossoró -, não significando dizer que a gestão esteja assumindo as despesas totais do deslocamento para os municípios mencionados.

3 – Até então, todos os estudantes que seguem para Angicos tinham direito à cooperação financeira do Executivo. Os que se dirigem a Mossoró, por sua vez, tinham que ser qualificados em critérios pré-estabelecidos em Edital para fazer jus à colaboração monetária. Os que não eram imediatamente classificados permaneciam numa espécie de “fila de espera”, aguardando o surgimento de uma oportunidade para acessar a referida ajuda de custo.

4 – A partir de agora, e este sim foi o compromisso firmado pelo prefeito Gustavo Soares com a categoria discente nesta situação, TODO O QUANTITATIVO de estudantes que se desloca para Mossoró será beneficiado pelo programa Bolsa Educação, assim como já ocorre com o contingente de alunos que viaja para Angicos.

5 – Deve ser enfatizado que a referida ajuda financeira do Executivo só contempla estudantes que passaram pelo processo de cadastramento e recadastramento do citado programa, gerido pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho, Cidadania e Habitação.

 

A Secretaria de Comunicação e Ouvidoria lamenta que a notícia original tenha provocado interpretação errônea do tema e espera que o assunto tenha aqui tido a adequada explicação.

 



 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras